Ladrilho hidráulico patchwork: a nova tendência

Ladrilho hidráulico patchwork

É bem provável que você conheça o ladrilho hidráulico. Um piso que costuma ser bem colorido, de diversas estampas e muito encontrado em casas antigas e igrejas, sempre trazendo um tom de nostalgia.

Com surgimento no fim do século XIX, no sul da Europa, o ladrilho hidráulico é uma forte tendência na área arquitetônica até os dias atuais.

Feito de forma totalmente artesanal, resistente ao tempo e é considerado ecologicamente correto, já que não precisa ser cozido, como a cerâmica.

Suas aplicações são diversas, podendo ser além de piso, utilizado como azulejo, com seus diversos desenhos juntos ou separados, em qualquer cômodo, tanto em área interna como externa.

Há 3 tipos de ladrilhos hidráulicos: os lisos, os decorados e os antiderrapantes. Este último é utilizado em calçadas, ambientes de passagem de pedestres, bordas de piscina e áreas molháveis. Possuem uma alta resistência e permite a substituição de uma peça, caso danificada.

Como é a sua fabricação?

Para se ter o resultado do ladrilho hidráulico pronto, são necessários pelo menos 8 dias de produção. É feito a base de cimento branco ou cinza, areia fina ou média e lavada e eventualmente pó de mármore e pigmentos inorgânicos.

Cada peça é composta por três camadas:

- Superior decorativa: tem cerca de 2 mm de espessura, elaborada com um pigmento próprio para concreto. Também leva cimento branco ou cinza, pó de mármore e areia lavada.

- Intermediária: constituída por cimento e pó de pedra;

- Inferior: composta por pó de pedra, areia e cimento.

O processo começa pela parte superior, colocando-se em um molde de ferro e os pigmentos coloridos escolhidos pelo cliente.

Posteriormente a superfície colorida é coberta pela camada intermediária, de cimento e pó de pedra, que tem a função de retirar a água da tinta, não deixando que as cores se misturem. Após essas duas fases, segue a camada de pó de pedra, areia e cimento.

Depois, o molde é retirado e a ladrilho é prensada duas vezes por uma peça de mais de 15 toneladas. Dali, ele descansa por 24 horas para que ela que seque e ganhe solidez.

Daqui em diante é que o nome ladrilho hidráulico toma sentido, já que as peças ficarão imersas em água por no mínimo 2 horas para ganho de resistência. O diferencial dessa técnica é o não cozimento da peça que fique firme.

É essa submersão em água que faz com que os ladrilhos fiquem resistentes. Em seguida, as peças são encaminhadas a área de secagem, permanecendo, no mínimo, por 7 dias.

Ladrilho hidráulico patchwork

O termo patchwork significa a reunião de peças de tecido de diversas cores, padrões e formas, que são costuradas entre si, formando desenhos, podendo ser geométricos ou não.

É com essa mesma definição que o ladrilho hidráulico trabalha com o patchwork. Ao invés de ser usadas peças com um único desenho, são usados diversos ladrilhos com cores e estampas diferentes.

O resultado são composições que dão personalidade e energia ao lugar. Um jeito diferente para dar cor e contraste ao local.

O ideal é que antes da aplicação do patchwork, é fazer um mapeamento das estampas, fotografando peça por peça e realizar uma montagem no computador, aplicando na foto do cômodo a ser instalado, vendo, então como será o efeito final.

Como é colocado o ladrilho hidráulico

A sua aplicação deve ser feita por profissionais habilitados e que estejam adaptados à técnica. Por serem artesanais, os ladrilhos hidráulicos podem apresentar diferenças de espessura e necessita de nivelamento feito com argamassa.

Este tipo de peça possui uma baixa dilatação depois de colocada, precisando de apenas 2 mm espaço uma das outras, dispensando a utilização de rejunte.

Outra questão a ser levada em conta pelo profissional, é a certificação de que as pontas dos ladrilhos estão com argamassa para evitar que as peças trinquem depois que forem assentadas.

Quando aplicados em paredes, os ladrilhos são feitos com espessura de 1,5 cm. Já como pisos, a espessura é de 2 cm e o contrapiso deve ser impermeabilizado para evitar que as peças manchem por conta da umidade do solo.

Ao realizar o assentamento, o profissional deve fixá-la com as mãos e nunca com martelo de borracha, pois pode ocorrer de o ladrilho trincar e marcar. Isso fica aparente quando a peça está molhada ou com resina.

O cuidado deve prevalecer em todo o momento da colocação. Caso haja respingos ou sobras de argamassa, os ladrilhos hidráulicos podem manchar. A limpeza deve ser feita com esponja umedecida em água ou com pano limpo.

Os ladrilhos hidráulicos precisam, depois de secar, de aplicação de resina acrílica. Isso porque a peça é altamente porosa e absorve líquidos com muita facilidade.

São necessárias duas demãos, com intervalos de secagem de pelo menos 8 horas cada uma. É utilizado um rolo de lã curto ou espuma passando a resina sempre no mesmo sentido, indo e voltando. Recomenda-se passar cera acrílica após o outro processo.

A aplicação de resina deve ser feita de acordo com tráfego. Caso for intenso, é necessário aplicar anualmente. Já para tráfego moderado, deve-se ser reaplicada a cada 2 anos. Em caso de tráfego leve, o ideal é de 3 em 3 anos.

Depois de todo o processo de assentamento, serão verificados se todos os ladrilhos hidráulicos estão nivelados. A passagem só poderá ser liberada após 12 horas de secagem.

A manutenção das peças requer somente água e sabão neutro e pode ser passada cera líquida a cada 15 dias, caso desejado.

Acesse o site da Mosaicos Amazonas e veja as diversas opções de ladrilhos hidráulicos decorados para a sua casa ou escritório.

© Copyright 2019, Mosaicos Amazonas | Especialista em Ladrilho Hidráulico e Piso Tátil de Concreto